Categorias
Vida Sustentável

Cães abandonados vencem mulher pelo cansaço e ganham novo lar

[ad_1]

Uma mulher que vive em uma área mais rural viu dois cães desconhecidos na área externa de sua casa e espantou os dois, para que eles saíssem da propriedade. Mas, cerca de três horas depois eles voltaram.

A filha da dona da casa postou sobre os cães em uma página do Facebook, mas ninguém reivindicou os animais.

Os cães chegaram na propriedade e não quiseram mais sair. (Foto: Reprodução / Instagram thelmaandlouisedogdays)

Os cães chegaram na propriedade e não quiseram mais sair. (Foto: Reprodução / Instagram thelmaandlouisedogdays)

Insegura para colocar os cães dentro de casa, mas sem querer vê-los sofrer, a mulher ofereceu-lhes água e, percebendo o quanto estavam magros, ela também comida para eles. Os cães comeram tudo tão rápido que viraram a tigela e quase comeram pedras por acidente.

Aparentemente os cães haviam sido abandonados e, sem ter para onde irem, se agarraram a bondade daquela mulher. Assim que eles puderam ver quanto amor ela tinha para dar, eles não quiseram mais deixá-la.

Coincidentemente a mulher estava pensando em adotar um cão, e, por sorte daqueles cães, ela não queria adotar apenas um, por medo de que o animal fosse se sentir sozinho.

Os dois logo se deram bem e fizeram amizade com os outros animais do lugar. (Foto: Reprodução / Instagram thelmaandlouisedogdays)

Os dois logo se deram bem e fizeram amizade com os outros animais do lugar. (Foto: Reprodução / Instagram thelmaandlouisedogdays)

Durante uma semana os cães ficaram pela propriedade da mulher, saindo e logo retornando, sem nunca demorar muito tempo fora. Nesse período a mulher procurou por seus supostos tutores ou alguém que estivesse procurando pelos animais, mas sem sucesso.

Finalmente, a mulher resolveu levar os cães ao veterinário para verificar se eles tinham algum microchip de identificação, o que eles não tinham. Então ela decidiu que ela queria que os animais recebessem um microchip naquele dia, mas dessa vez, em seu nome.

A mulher chamou os cães de Thelma e Louise. Ela os levou para casa, cuidou dos dois e eles logo voltaram a ganhar peso e se sentiram em casa.

Após serem de fato adotados, os cães logo se sentiram em casa e parte da família. (Foto: Reprodução / Instagram thelmaandlouisedogdays)

Após serem de fato adotados, os cães logo se sentiram em casa e parte da família. (Foto: Reprodução / Instagram thelmaandlouisedogdays)

Muito provavelmente os cães não se surpreenderam quando a mulher decidiu ficar com eles e se tornar sua mamãe para sempre. De alguma forma, desde o início eles já sabiam que aquele seria o final feliz de suas histórias.

[ad_2]

Categorias
Vida Sustentável

Cão que teve seus olhos arrancados finalmente encontra amor

[ad_1]

Apesar de a maioria dos abrigos serem de organizações sérias de cuidados e proteção animal, nem todos os abrigos são lugares onde os cães conseguem se livrar da insegurança e dos meus tratos de quando viviam nas ruas, e Nym é a prova disso.

Nym é um cão, uma fêmea, vivia vagando pelas ruas de Bucareste, na Romênia, até que ela foi capturada e levada para um abrigo municipal. Foi aí que seu sofrimento realmente começou.

Nym sofreu maus tratos, abusos físicos, psicológicos e emocionais e teve seus olhos arrancados. (Foto: Reprodução / Sian Porter)

Nym sofreu maus tratos, abusos físicos, psicológicos, emocionais e teve seus olhos arrancados. (Foto: Reprodução / Sian Porter)

Ninguém sabe ao certo o quanto de abuso físico, psicológico e emocional a pobre cadela sofreu naquele local, mas as provas de que esse abuso existiu já é de partir nosso coração. Nym teve seus dois olhos arrancados.

Após um tempo, Nym foi resgatada desse lugar terrível e levada para o Blind Dog Rescue, um abrigo para cães cegos no Reino Unido. O abrigo então pediu a ajuda de Sian Porter, uma mulher que já era uma tutora de um cachorro cego.

Ela foi resgatada, tratada e foi enviada para um lar temporário, para receber ajuda e se livrar de seus traumas. (Foto: Reprodução / Sian Porter)

Ela foi resgatada, tratada e foi enviada para um lar temporário, para receber ajuda e se livrar de seus traumas. (Foto: Reprodução / Sian Porter)

A ajuda era para que Sian fosse lar temporário para Nym, para ajudar a cadelinha a superar seus traumas, se tornar mais sociável e voltar a confiar em humanos. A mulher atendo prontamente e logo Nym estava em sua casa.

“Nym era uma concha quando a conheci. Tão fraca e traumatizada, que só de ouvir a minha voz ela já se molhava toda”, disse Sian.

Nym se curou e o lar temporário se transformou em sua casa para sempre, onde além de muito amor a cadela ganhou irmãozinhos. (Foto: Reprodução / Sian Porter)(Foto: Reprodução / Sian Porter)

Nym se curou e o lar temporário se transformou em sua casa para sempre, onde, além de muito amor, a cadela ganhou irmãozinhos. (Foto: Reprodução / Sian Porter)

Mas com o tempo, Nym começou a sair da sua concha e aprendeu a confiar em Sian. Demorou menos tempo ainda para a mulher ter a certeza de que queria ficar com aquela cadelinha, que já tinha sofrido tanto, para sempre e de que a sua casa era o lugar que Nym merecia para viver cheia de amor.

Nym hoje tem cerca de 7 anos de idade e adora ser abraçada. Quando fica animada, ela gira em círculos e faz bastante barulho sempre que alguém chega em casa e não dá atenção a ela logo, de preferência sob a forma de um abraço.

Nym voltou a confiar em humanos e adora receber abraços. (Foto: Reprodução / Sian Porter)

Nym voltou a confiar em humanos e adora receber abraços. (Foto: Reprodução / Sian Porter)

Ela vive em harmonia com outros animais da casa, dois cães, um gato e um coelho.

“Ela tem evoluído de todas as formas possíveis para o ponto que ela é agora, um cão de terapia que dá alegria para os outros”, disse Sian ao site The Dodo. “Ela tem a mais bela alma”.

Hoje, Nym é um cão de terapia e ajuda várias pessoas. (Foto: Reprodução / Sian Porter)

Hoje, Nym é um cão de terapia e ajuda várias pessoas. (Foto: Reprodução / Sian Porter)

Nym tem uma página na rede social Facebook onde você pode acompanhar todas as suas aventuras.

 

Fonte: The Dodo

[ad_2]

Categorias
Vida Sustentável

Cão que mal podia andar viaja por todo os Estados Unidos com seu tutor

[ad_1]

Mel é uma Pitt Bull de oito anos de idade que viveu bastante tempo em um abrigo até ser adotada por Tom Dilworth.

Tom contou que foi até o abrigo para ver um outro cão, porém, quando Mel se aproximou dele e colocou a cabeça em sua perna, foi paixão imediata e ele viu que não tinha como ser outro animal. Era Mel quem iria para a sua casa.

Pouco tempo depois de ser adotada, Mel começou a apresentar problemas de equilíbrio. (Foto: Reprodução / Thomas Dilworth)

Pouco tempo depois de ser adotada, Mel começou a apresentar problemas de equilíbrio. (Foto: Reprodução / Thomas Dilworth)

Até então Mel parecia ser um cão perfeitamente normal, mas depois de algumas semanas no novo lar, os papais perceberam que tinha alguma coisa acontecendo com o cão. Mel parecia perder seu equilíbrio, um pouco mais a cada dia.

Depois de exames foi constatado que Mel tem uma doença neurológica que afeta o equilíbrio. A doença não é dolorosa para o cão, apenas torna sua locomoção um pouco difícil.

O cão ganhou uma cadeira de rodas sob medida para se locomover para onde quiser. (Foto: Reprodução / Thomas Dilworth)

O cão ganhou uma cadeira de rodas feita sob medida para se locomover para onde quiser. (Foto: Reprodução / Thomas Dilworth)

Após o diagnóstico, os tutores de Mel não se preocuparam com o trabalho que a doença do cão poderia lhes trazer. Eles se preocuparam mesmo foi em trazer mais qualidade de vida para Mel. Então, para que fosse mais fácil para ela se locomover, eles lhe deram uma cadeira de rodas feita sob medida.

Com a cadeira de rodas Mel passou a acompanhar seu tutor em viagens por todo o país. (Foto: Reprodução / Thomas Dilworth)

Com a cadeira de rodas Mel passou a acompanhar seu tutor em viagens por todo o país. (Foto: Reprodução / Thomas Dilworth)

Com a ajuda de Eddie’s Wheels for Pets, especialista em fazer cadeira de rodas para animais, Mel agora pode correr por onde quiser, além de acompanhar seu papai por todo o país em que vive, os Estados Unidos. O tutor de Mel, Tom Dilworth, é fotógrafo e faz muitas viagens a trabalho, e agora ele tem uma supercompanheira de viagens, Mel.

Hoje, Mel vive grandes aventuras e se tornou a principal modelo do papai fotógrafo. (Foto: Reprodução / Thomas Dilworth)

Hoje, Mel vive grandes aventuras e se tornou a principal modelo do papai fotógrafo. (Foto: Reprodução / Thomas Dilworth)

Na primeira vez que o cão utilizou a cadeira de rodas, ele até ficou um pouco hesitante, mas já passou. Hoje Mel ama sua cadeira de rodas e a segurança e a liberdade que ela lhe dá.

Além disso, Mel também adora acompanhar seu papai nas viagens e aventuras e não fica nada tímida na frente das câmeras, ela também está curtindo ser a modelo preferida do papai.

Mel está adorando essa vida de viagens e fotos. (Foto: Reprodução / Thomas Dilworth)

Mel está adorando essa vida de viagens e fotos. (Foto: Reprodução / Thomas Dilworth)

Para acompanhar as aventuras de Mel, basta seguir a página oficial do cão no Instagram clicando aqui!

[ad_2]